quarta-feira, 29 de junho de 2016

segunda-feira, 27 de junho de 2016

 
 
Te desejo uma fé enorme, em qualquer coisa, não importa o quê, como aquela fé que a gente teve um dia, me deseja também uma coisa bem bonita, uma coisa qualquer maravilhosa, que me faça acreditar em tudo de novo, que nos faça acreditar em tudo outra vez.

_________Caio F. Abreu_______

domingo, 5 de junho de 2016

"HOMEM" - Este vídeo não te vai deixar indiferente





Gostei muito do vídeo, o assunto abordado é instigador. Confesso que é lamentável essa percepção de quem somos como seres humanos, a verdade dura e crua sobre o péssimo comportamento dos que deveriam ser responsáveis pela preservação do planeta, me incomoda. É bem verdade que existem as exceções e alguns estão na contramão do consumismo e da autodestruição, optando por uma vida mais simples e obtendo o que realmente necessitam.


Trata-se de uma obrigação que a sociedade capitalista, consequentemente consumista, exige para que estejamos nivelados aos grupos sociais que exercem o papel de dominadores? Afinal do que precisamos para sermos felizes?
É urgente compreender que o mundo do consumo produz mercadorias programadas para se tornarem obsoletas. As muitas compras que fizemos hoje, logo estarão ultrapassadas. Vai sempre existir o mais moderno: o carro mais potente e com melhor design, a nova configuração para os programas de computador, a nova versão do celular, a nova coleção de roupas (conforme a estação e a moda previamente ditada pela mídia); e no final de tudo um mundo de lixo, é tanto acúmulo, que não nos cabe mais...

5 de junho-Meio ambiente resumo turma da monica

CANTIGAS DE RODA

CANTIGAS DE RODA 2 - rrn.avi

sábado, 4 de junho de 2016

Edson Luiz Fernandes

Morre aos 70 anos o ex-diretor da Medicina, Edson Luiz Fernandes



Morreu no final da tarde dessa sexta-feira, aos 70 anos, o médico  uberabense Edson Luiz Fernandes. Ele deixa a esposa, Rosangela Montes Cordeiro Fernandes, com quem era casado há 37 anos; os dois filhos, Luiz Flávio e João Ricardo, e três netos, Maria, Antônio e Luisa.
Médico formado pela Faculdade de Medicina do Triângulo Mineiro, atual Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), com especialização em Clínica Médica e Cardiologia, Edson se dedicou à direção da Faculdade de Medicina, entre outubro de 2001 e outubro de 2005, oferecendo grandes contribuições para a instituição. Também foi presidente da Fundação de Ensino e Pesquisa de Uberaba (Funepu) e, ainda, superintendente do Hospital de Clínicas da UFTM.
Dotado de características importantes para um líder, como educação, serenidade e dedicação, desde julho de 2012, Edson ocupava o cargo de presidente do Conselho Diretor da Fundação Educacional para o Desenvolvimento das Ciências Agrárias (Fundagri). Além de médico reconhecido e com mais de 30 anos de dedicação às salas de aula, ele levou para as Faculdades Integradas de Uberaba (Fazu) seu conhecimento na área de gestão de instituições de ensino.
O corpo de Edson Luiz Fernandes está sendo velado na Funerária Irmão Pagliaro, na avenida Doutor Fidélis Reis, e o seu sepultamento está previsto para as 11 horas no Cemitério São João Batista.

Homem de caráter








Toda mulher merece alguém que a ame, que a trate como uma rainha, que cuide dela como um anjo, que a defenda em qualquer circunstância, enxugue suas lágrimas quando ela chorar, faça um bom chá quando ela estiver resfriada, a acalme quando estiver preocupada. Sussurre palavras de amor antes de dormir e faça amor devagar. Faça dela a única e seja sempre fiel, a abrace quando ela mais precisar, a faça rir de repente e ouça suas histórias com prazer.
Alguém em quem ela ela confie e que não a faça nunca sentir ciúme.
Curta e compartilhe!
Um beijo,
Bruna Lombardi

COMPAIXÃO


Evangelho no Lar

sexta-feira, 3 de junho de 2016

quinta-feira, 2 de junho de 2016

CRIANÇA DIFÍCIL

Por trás de uma criança difícil há uma emoção que

ela não sabe como expressar





Muitos pais e mães se queixam que seu filho é difícil, que diante de uma emoção carregada de raiva, costumam desabafar de forma inadequada, tendo acessos de raiva, falando palavrões ou desobedecendo, mesmo que sutilmente.
Claro que nenhuma criança é igual à outra, e nós não conseguimos imaginar exatamente quais os tipos de necessidades podem ter essas criaturinhas que trouxemos ao mundo e desejamos tudo de melhor.
    A emoção é fonte de energia humana, é a chave que deve orientar as crianças, primeiro para compreenderem a si mesmas e depois, para entender o mundo.
Crianças difíceis costumam gerar um nível de estresse muito alto nos pais. Não é fácil e nem sempre os livros de auto-ajuda, a experiência que já temos com outros filhos ou as recomendações de outros pais conseguem nos ajudar.
Seu filho, a criança difícil, é única e especial. A única coisa que ela precisa sempre é de compreensão.Na maioria das vezes, são crianças alto exigentes trancadas em seus “palácios internos” em espaços apertados onde não encontram portas abertas para expressar suas emoções.
Hoje, em nosso espaço, convidamos você a refletir sobre isso.

A criança difícil e a emoção contida

Pense numa criança que teve um dia ruim na escola, quando chega em casa e seus pais perguntam o que aconteceu, ela responde de mal jeito. Diante disso, os pais decidem castigá-la deixando-a em seu quarto durante toda a tarde. O que ganhamos com isso? Nós resolvemos o problema? Claro que não!
    A emoção bloqueada é como um espinho cercado por um muro de pedras. Se levantarmos mais o muro, o espinho ficará ainda mais escondido, por isso, o primeiro passo é retirar cada pedra desse muro através da comunicação e do afeto.
Se a criança difícil lhe impõe muros, não levante novas cidades ao redor dela, não descuide, não negligencie e não a deixe sozinha.
O processo para alcançá-las é complexo, mas tenha em mente estes aspectos prévios:Uma criança difícil nem sempre é o resultado de uma má criação. Você não deve se culpar e nem culpar ninguém.
• Algumas crianças exigem muito mais de nós do que outras, é da sua personalidade, do seu jeito próprio de ser e isso não significa que nós, pais, fizemos algo errado.
• Uma criança que dá, mas não recebe o que busca ou que não sabe como se expressar acaba frustrada.São muitas as vezes que elas mesmas se vêem sobrecarregadas por uma miríade de emoções: é raiva que oscila com tristeza, com desgosto, às vezes tédio…
• Crianças difíceis exigem um maior nível de atenção, compreensão, apoio e até mesmo de criatividade por parte dos pais.
    Temos de ser arquitetos de seus mundos fazendo-os seguros, onde eles possam se sentir confortáveis para expressar a emoção contida, permitindo-lhes o conhecer, para desabafar, para sentir-se mais livre e seguro, para percorrer da melhor forma cada um dos cenários que definem a criança em todo o seu ciclo de vida.

Como ajudar a criança difícil a canalizar suas emoções

A criança difícil precisa, acima de tudo, da nossa atenção e de cada uma das estratégias que podemos lhe ensinar de forma criativa para atender suas necessidades e para ajudá-la a gerenciar todo este mundo emocional que, às vezes, a transborda e a bloqueia.
    Lembre-se de que a inteligência emocional não é uma característica, é uma habilidade e, portanto, é nosso dever como pais transmitir aos nossos filhos estas estratégias, esse aprendizado.
Observe os passos a seguir para educar as crianças difíceis neste campo, nessa dimensão, onde canalizar, onde dar forma e como expressar a emoção contida:

Sim para o poder do reforço positivo

• Se recriminarmos os erros de uma criança difícil, se a subestimarmos, ou se a repreendermos por suas reações, geramos nela ainda mais raiva e ansiedade. Lembre-se de que este tipo de criança, no fundo, é muito frágil e têm baixa auto-estima.
• Use declarações simples como: “Eu confio em você”, “Eu sei que você pode fazer isso”, “eu sei que você é especial”, “Eu sei que você é um menino corajoso e é por isso que eu te amo”…
• Uma palavra positiva gera uma emoção positiva e a emoção positiva reforça a confiança.

Sim para a comunicação que não julga, não compara e não sentencia

Há pais que comparam a criança difícil com os seus irmãos ou com outras crianças. Isto não está certo, é um grande erro, comparado ao de iniciar uma conversa com declarações como: “você é um preguiçoso, você nunca escuta, você sempre se comporta mal…”
Evite este tipo de comunicação e siga sempre estas orientações:
• Não sonde, não interrogue. Descubra qual é o momento em que a criança se sente mais confortável para falar.
• Demonstre confiança, aproxime-se e compreenda. Cuide do seu tom de voz, isso é fundamental para se conectar com as crianças.
• A comunicação deve ser diária e contínua.
• Nunca ria ou ironize do que seu filho lhe contar. Para ele é importante, e talvez não será sincero se perceber que falta empatia de sua parte.

Sim para promover um equilíbrio interno na criança

• Ensine que cada emoção pode ser transformada em uma palavra, que a raiva tem forma, que a tristeza pode ser compartilhada para aliviá-la, que chorar não é ruim e que você sempre vai estar do seu lado para escutá-la.
• Ensine a respirar, a relaxar, a canalizar suas emoções através de atividades específicas que a distraia.
• Ensine a aceitar a frustração, que o mundo não será sempre como eles querem.
• Ensine a ouvir e a falar com assertividade. Diga à criança que a sua voz será sempre ouvida, que tudo que ela diz é importante para você…
• Ensine a assumir responsabilidades, a cuidar de si mesma a cada passo e decisão que tomarem…
Fonte: LaMenteesMaravillosa traduzido e adaptado por Psiconlinew

musicas romanticas inesqueciveis Love Songs - Flashback anos 70 80 e 90 ...

quarta-feira, 1 de junho de 2016

PERDÃO


JUNHO/2016


MERCI CHERIE - CARAVELLI (Instrumental)

Equilíbrio-Serenidade



Para mim, a serenidade vem quando trocamos expectativa por aceitação.