terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Uso do celular na escola

Crianças usam cada vez mais o celular em aula, mas a tecnologia não deve ser encarada como inimiga

Pesquisa mostra que as redes sociais estão crescendo entre os jovens brasileiros.
A juventude está cada vez mais conectada à internet. Essa é a conclusão do relatório 2014 da TIC Kids Online Brasil, pesquisa realizada pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil.
Segundo os dados divulgados, 77% dos jovens brasileiros entre 10 e 17 anos têm acesso a internet e 73% deles possuem contas em redes sociais.
Neste cenário, o uso dos celulares em sala de aula se tornam um obstáculo no aprendizado, dispersando a atenção dos alunos e dificultando a relação entre estudante e professores. O coordenador do curso de pedagogia da Universidade Presbiteriana Mackenzie Paulo Fraga, acredita que quando o inimigo não pode ser vencido, juntar-se a ele é a melhor opção.
Novos alunos
Mesmo não sendo uma tarefa fácil, é necessário uma adequação dos professores a este novo perfil de aluno. Cada vez mais cedo, o uso de tecnologia se faz presente na vida de crianças e adolescentes. Portanto, estratégias de ensino tradicionais não surtem o efeito desejado na geração que já nasceu conectada.

Para tentar tornar o aprendizado de conteúdo escolar mais atrativo para os internautas mirins, a Maratona de Aplicativos, patrocinada pela Fiap (Faculdade de Informática e Administração Paulista) e pelo Google, chega a sua terceira edição. O objetivo da competição é a criação de aplicativos que estimulem a educação e trazem. Todos os programas são feitos por alunos de escolas públicas que participam de "hack days", oficinas de programação que ensinam os participantes a criar um app.
Um dos organizadores da maratona, Felipe Barreiros, diz que já sentiu uma evoluição em relação às duas primeiras edições do campeonato, tanto em nível dos participantes como no conceito de educação compreendido pelos alunos.
— Sempre quisemos criar uma solução que pudesse ser útil no campo de educação, mas com uma nova visão sobre o tema. Queremos fazer com que eles possam pensar em educação de forma bem livre, e possam aplicar conceitos tradicionais de sala de aula em qualquer ambiente. Para ensinar os conceitos, os palestrantes utilizam técnicas de empresas multinacionais para ensinar com materiais como música, anotações, quadros interativos e muitos outros, sempre para incentivar os alunos a compartilharem suas ideias.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seu comentário abaixo: