sexta-feira, 10 de julho de 2015

Jovens são presos


Jovens são presos por tráfico de drogas na Zona Sul do Rio de Janeiro.(Foto: Henrique Coelho/ G1)


Se é branco é jovem, se é negro é infrator. Se é classe média é jovem, se é pobre é infrator. O que assaltou é infrator, os que amarraram, agrediram e tentaram matar o infrator são jovens. Se estão traficando pra outros jovens de classe média, continuam jovens. Esse é um dos motivos pelos quais somos contra a redução da maioridade penal. Ela é seletiva, como todo o sistema penal brasileiro. Segundo a Onu, no Brasil apenas 0,01% dos adolescentes cometeu crime contra a vida, mas a cada hora morre um adolescente assassinado. Em sua maioria negro. E não é bla bla bla, o Índice de Vulnerabilidade Juvenil (IVJ) – Violência e Desigualdade Racial, mostra que a cor da pele dos jovens está diretamente relacionada ao risco de exposição à violência a que estão submetidos. Com a redução, cada vez mais jovens negros serão executados pela polícia, sem qualquer julgamento. E mesmo que você tenha o pensamento fascista "bandido tem que morrer mesmo", não se iluda, não durma tranquilo: é muito jovem inocente que entra nessa conta. Muito jovem que estuda, trabalha, tem família pra chorar por ele e tudo mais. Família igualzinha a sua. Quer dizer, quase igualzinha, muda a cor da pele e a posição social.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seu comentário abaixo: