quarta-feira, 24 de junho de 2015

Oswaldo Montenegro - Metade





...porque metade de mim é plateia e a outra metade é canção...e que a minha loucura seja perdoada, porque metade de mim é AMOR e a outra metade também....

Um comentário:

Willmondes disse...

Olá, Rosa.
Não adianta, sempre que ouço esse poema-canção, percebo que todo ciclo importante na vida, inevitavelmente, termina melhor, quando termina em amor.
Adoráveis ventos de inverno aí pra você!

Postar um comentário

Faça seu comentário abaixo: