quinta-feira, 20 de março de 2014

Retrato da dor.



Corpo negro arrastado e sem vida: Nem direitos, nem humano http://bit.ly/1nDOeK7

“Depois de rolar lá de dentro e ficar pendurado no para-choque do veículo apenas por um 

pedaço de roupa, o corpo de uma mulher foi arrastado por cerca de 250 metros, batendo

 contra o asfalto conforme o veículo fazia ultrapassagens. Apesar de alertados por pedestres

 e motoristas, os PMs não pararam”.


 Leia no blog do Negro Belchior

É outono...mas a primavera virá.

 “Os poderosos podem matar uma, duas ou até três rosas, mas jamais poderão deter a primavera.”

Che Guevara


O ser humano precisa evoluir muito eticamente, para que tenhamos uma sociedade com mais justiça, com mais amor.
Não nos acostumemos com o mal. Jamais.
Contudo, façamos nossa parte, e não nos deixemos ser dominados pelo sentimento de tristeza e de revolta diante da realidade que nos cerca.
Sejamos gratos à natureza que nos presenteia com a beleza, com o alimento, com o agasalho.
Adoecemos física e emocionalmente junto com as dores e mazelas sociais.
Voltemos nossos olhos para o lado bom das pessoas. Pessoas que fazem o bem. Fazem diferentes. Fazem a diferença. Para que possamos manter nossa saúde. Nossa energia positiva para trabalhar, em nosso canto, anonimamente, feito formiguinhas que trabalham incessantemente.
Com a diferença de que somos conscientes das mudanças que queremos das mudanças que a humanidade clama.
Que venha o outono anunciando o frio do inverno. Sabemos que mais à frente a primavera há de surgir, plena, intensa, renovada e renovadora.