sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Palavras sábias...sábia vivência



Que a gente não canse, de apontar o lápis e refazer o texto, de procurar a palavra, revirar o papel e a alma do avesso e encontrar a rima. Que não nos vença, o gosto amargo, o riso murcho, a palavra vazia. Que o inverso disso ganhe sim, e ganhe sempre. Que a rotina não nos destrua, que ainda nos dê crises de riso, que ainda pulse. Só isso que eu quero...

Um comentário:

Moacir Moa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

Postar um comentário

Faça seu comentário abaixo: