sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Manoel de Barros: 96 anos de vida e de Poesia.


E a cada passo que dou uma nova surpresa. Ando encontrando coisas lindas pelo caminho, flores de delicadezas. E há quem chame isso de sorte ou de destino. Mas eu, prefiro chamar de Deus.


Dança é a linguagem escondida da alma.

[Martha Graham]

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

domingo, 16 de dezembro de 2012

Pássaro sem asas.


Meu filho!

 
 
A emoção de ser mãe é indizível! Obrigada, Papai do céu, pelo meu filho, Silvio Diogo, que hoje completa 30 anos de vida!

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

A vida, uma linda menina



E a vida segue
Feito uma menina
Que brinca com as horas
...
Por vezes, sorri
Por vezes, ela chora
E ainda assim
Ela se faz
Uma linda senhora...

De cada instante
Um espetáculo
Uma cena
Que acena
Com a leveza
De um pólen...

Por que ela é assim
Dona do verso
Rainha da prosa
Artesã do tempo
Prima-irmã da rosa...

 Sirlei L. Passolongo
 

domingo, 9 de dezembro de 2012

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

A alma e o olhar.


Viver é buscar incessantemente espaço dentro de nós mesmos. Espaços esses que não souberam nos dar, quando éramos pequenos. Assim crescemos sem ter aprendido a conquistá-los. E a nossa maior briga é encontrá-lo.
Crescidos, temos que, sempre, responder ao outro, ou, aos outros, o que de nós é esperado.
Quantas vezes, vamos na direção diferente da desejada por expectativas alheias às nossas vontade
s?
Nossas decisões são sempre analisadas, em consideração aos demais.
Claro, vivemos em sociedade, em família, com grupos de amigos e, todos, assim como nós também, esperamos posturas e atitudes que nos agradem.
Chega um ponto da vida que nos perguntamos: viver é isso?
É decidir em funções das expectativas alheias?
Algumas pessoas tentam ser diferentes. Tentam amar e viver diferente, mas são cobradas, criticadas, pressionadas…
E o diferente acaba por ser uma contradição dentro das tentativas.
Nesse momento esbarro na pergunta, sem resposta, o que é verdadeiramente a liberdade?
Não nos deixam livres, para fazermos nossas escolhas, pois elas são cobradas, influenciadas e ditadas: no trabalho, em casa, nas escolas, enfim, elas estão sempre padronizadas. E as nossas falsas escolhas, no fundo, já estão praticamente escolhidas, antes de termos decidido o que é melhor para nós.

Talvez viver seja isso: lutar contra o que não se pode lutar e, acreditar que estejamos vencendo a luta. Mesmo que essa luta não tenha vitoriosos.
Ser feliz talvez seja uma busca do contentamento possível.Talvez seja um momento em que suspiramos e sorrimos com a alma e com o olhar.

domingo, 2 de dezembro de 2012

sábado, 1 de dezembro de 2012

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Não sobrecarregues os teus dias

                                                       
                                A vida poder ser bonita!

  Não sobrecarregues os teus dias com preocupações desnecessárias, a fim de que não percas a oportunidade de viver com alegria.



        Rosa Maria Olimpio

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

De pedra foi o meu berço.

Viagem no tempo: um fotógrafo anônimo registrou, em abril de 1985, uma das últimas imagens de Aninha, aliás, Cora Coralina...
O poema de pedra

De pedra foi o meu berço.
De pedras têm sido meus caminhos.
Meus versos: pedras quebradas no rolar
E no bater de tantas pedras.

Cora Coralina (1889-1985).

terça-feira, 27 de novembro de 2012

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

                                    
        O que nós mulheres queremos e merecemos!

Quanta dor, no corpo e na alma!


domingo, 25 de novembro de 2012

Receita de Menina

 
Receita de Menina

 Para se fazer uma menina toma-se uma xícara de felicidade, dois balões lilas, pétalas de rosa, um pouco de glacê, um punhadinho de areia, três conchinhas róseas, uma colherada de imaginação. Acrescente-se também um pouquinho de sal e muito açúcar e mel, uma casquinha de sorvete, o dengo de um gatinho novo e três gotinhas de perfume. Não esquecer de um espelhinho prateado, pois u...
m...a menina é, antes de tudo, mulher e logicamente vaidosa. É importante adicionar uma borboleta amarela, muita inocência e um dedinho com band-aid. Recolhe com cuidado, uma gotinha de orvalho, o brilho de uma jóia, todas as matizes de um quadro de Renoir, uma pitada de sonho e muito carinho. Consiga um pouco daquela brisa que sopra do mar, uma colheri nha da luz das estrelas, um sorriso inesperado, o ruído de uma onda na praia e deixe tudo isso ao luar. Misture e acrescente muita ternura e amor, um pouco de teimosia e muita curiosidade, uma lágrima e duas asinhas de beija-flor. É assim que são feitas as meninas. São as coisinhas mais lindas que existem na terra. São muito frágeis e ao mesmo tempo fortes e resistentes. Com apenas uma lágrima comovem o mais duro dos corações, pois ninguém resiste a um pedido acompanhado de um beijo molhado. Uma menina parece que nasce sabendo que terá a responsabilidade de alegrar, suavizar e colorir a vida.
 

sábado, 24 de novembro de 2012

Guardar

 

Guardar

Guardar uma coisa não é escondê-la ou trancá-la. Em cofre não se guarda coisa alguma. Em cofre perde-se a coisa à vista. Guardar uma coisa é olhá-la, fitá-la, mirá-la por admirá-la, isto é, iluminá-la ou ser por ela iluminado. Guardar uma coisa é vigiá-la, isto é, fazer vigília por ela, isto é, velar por ela, isto é, estar acordado por ela, isto é, estar por ela ou ser por ela. Por isso, melhor se guarda o vôo de um pássaro Do que de um pássaro sem vôos. Por isso se escreve, por isso se diz, por isso se publica, por isso se declara e declama um poema: Para guardá-lo: Para que ele, por sua vez, guarde o que guarda: Guarde o que quer que guarda um poema: Por isso o lance do poema: Por guardar-se o que se quer guardar.
 
Antonio Cícero
 

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

as palavras são flores

Nós os poetas, brincamos com as palavras;os brutos fazem delas uma arma...
Para nós, as palavras são flores; para eles - punhal.

E. Marques

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Toques suaves da alma.



“Se a gente cresce com os golpes duros da vida, também podemos crescer com os toques suaves da alma.”

(Cora Coralina)

 

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Gato Preto.


Vai passar...

"Chico Xavier, costumava ter em cima de sua cama uma placa escrita: “Isso também vai passar”. Aí perguntaram para ele o porquê disso, e ele disse que era para se lembrar que quando estivesse passando por momentos ruins, mais cedo ou mais tarde eles iriam embora, que iriam passar, e que ele teria que passar por aquilo por algum motivo. Mas essa placa também era para lembrá-lo que quando estivesse muito feliz, não deixasse tudo pra trás e não se deixasse levar, porque esses momentos também iriam passar, e momentos difíceis viriam de novo. E é exatamente disso que a vida é feita: De momentos! Momentos os quais temos que passar, sendo bons ou não, para o nosso próprio aprendizado, por algum motivo. Nunca esquecendo do mais importante: Nada na vida é por acaso."

Isso também vai passar... Vai sim!!!!!i♥

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Autoridade Moral.

Mentes pequenas, o caluniador é um doente em si mesmo .
Quem tudo suporta em silêncio - calúnia, agressões, injúrias - conquista uma autoridade moral que faz calarem os opositores e transforma aversão em admiração.

A vida é criar-se.


segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Caminho em flor

            Quem semeia flores por onde passa, na volta encontra um jardim florido.



Meu Presente!


Simplesmente:amor.

O amor vem de onde menos se espera, quando não se está procurando por ele. Sair à procura do amor nunca resulta na chegada do parceiro certo.O amor simplesmente acontece. Simplesmente:amor.

domingo, 11 de novembro de 2012

Afago, somente afago.

 
Alguns escrevem pela arte, pela linguagem, pela literatura. Esses, sim, são os bons. Eu só escrevo para fazer afagos. E porque eu tinha de encontrar um jeito de alongar os braços. E estreitar distâncias. Uns escrevem grandes obras. Eu só escrevo bilhetes para escondê-los, com todo cuidado, embaixo das portas.

sonhos

Tenho em mim todos os sonhos do mundo"
Álvaro de Campos

sábado, 10 de novembro de 2012

Poesia da vida!

 "Rastro de flor e estrela,
nuvem e mar.
Meu destino é mais longe e meu passo mais rápido:
a sombra é que vai devagar."
Cecília Meireles

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Simples assim.

       Simples assim: a cura começa com a ternura.

Voltei para te amar.


PAZ!


quinta-feira, 8 de novembro de 2012

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Aniversário de hoje: Cecília Meireles

E o Feliz Aniversário de hoje vai para Cecília Meireles que faria 111 anos. Parabéns!

Canção da tarde no campo

Caminho do campo verde

estrada depois de estrada.
Cerca de flores, palmeiras,
serra azul, água calada.

Eu ando sozinha
no meio do vale.
Mas a tarde é minha.

Meus pés vão pisando a terra
Que é a imagem da minha vida:
tão vazia, mas tão bela,
tão certa, mas tão perdida!

Eu ando sozinha
por cima de pedras.
Mas a tarde é minha.

Os meus passos no caminho
são como os passos da lua;
vou chegando, vai fugindo,
minha alma é a sombra da tua.

Eu ando sozinha
por dentro de bosques.
Mas a fonte é minha.

De tanto olhar para longe,
não vejo o que passa perto,
meu peito é puro deserto.
Subo monte, desço monte.

Eu ando sozinha
ao longo da noite.
Mas a estrela é minha.

Poema de Cecília Meireles -