segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Nascer a cada Manhã.




“Um velho Mestre pediu a um jovem triste que colocasse uma mão cheia de sal em um copo d'água e bebesse. ‘Qual é o gosto?’ - perguntou o Mestre. ‘Ruim’ - disse o aprendiz. O Mestre sorriu e pediu ao jovem que pegasse outra mão cheia de sal e levasse a um lago. Os dois caminharam em silêncio e o jovem jogou o sal no lago. Então, o velho disse: ‘Beba um pouco dessa água’. Enquanto a água escorria do queixo do jovem, o Mestre perguntou: ‘Qual é o gosto?’ O rapaz respondeu: ‘Bom!’ O Mestre tornou a perguntar: ‘E você sente gosto do sal?’ ‘Não’ - disse o jovem. O Mestre, então, sentou ao lado do jovem, pegou sua mão e disse: ‘A dor na vida de uma pessoa não muda. Mas o sabor da dor depende aonde a colocamos. Por isso, quando você sentir dor, a única coisa que você deve fazer é transformar o sentido das coisas. Deixe de ser um copo. E torne-se um lago!’ ”

Autor desconhecido



Neste final de ano, e sempre, aproveitemos todas as oportunidades que tivermos para perdoar, pedir perdão ou declarar nosso amor. Como disse sabiamente o grande poeta Mário Quintana (1906-1994), “Não faças da tua vida um rascunho. Poderás não ter tempo de passá-la a limpo.”

2 comentários:

cidda disse...

Olá, Rosa.
Que 2011 seja lindo e que você continue a compartilhar conosco palavras de esperança e serenidade.
Abraço cordial,
Cida.

Professora Bi@ disse...

Olá Rosa... que saudade!
Espero que esteja tudo bem...continuo sendo sua seguidora, visito seu blog sempre...e cada vez mais me apaixono pelas suas postagens...
Ótimo e abençoado 2011 pra vc e sua família...
Bjo no coração

Bia - Alfenas/MG

Postar um comentário

Faça seu comentário abaixo: