quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Roberto Drummond em Belo Horizonte




" Ensinar é um exercício de imortalidade. De alguma forma continuamos a viver naqueles cujos olhos aprenderam a ver o mundo pela magia da nossa palavra. O professor, assim, não morre jamais..." (Rubem Alves)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seu comentário abaixo: