terça-feira, 17 de novembro de 2009

Gestar II Mais orientações

Nós precisamos saber como o GESTAR aconteceu, qual a avaliação que os professores fizeram do programa, quais os pontos deveriam ser melhor trabalhados numa outra versão do programa, quais os pontos fortes.

O que mais marcou e que tipo de semente ficou para os professores continuarem o trabalho com autonomia.

Bem,

Temos sempre que lembrar que são dois cursos

1 da UnB - que faz a formação dos formadores
2 do Estado - que faz a formação de seus professores in loco.

Então,

Há critérios do Estado que nós não podemos definir, por isso, eu digo como eu vou fazer e cobrar para vocês se organizarem com os trabalhos finais de vocês para colher as informações para levar para mim.

Eu vou avaliar por meio de

Frequência dos formadores
Portifólio, que a maioria fez blog e estão em dias.
Seminário.

Eu vou averiguar:

Se o formador realmente tem turma
se os conhecimentos ministrados no curso foram de fato aplicados com eficiência
se houve a reflexão sobre a prática durante as oficinas
se o curso privilegiou a reflexão sobre a prática ou se privilegiou a teoria em detrimento da prática.
ou se não discutiu os problemas dos alunos
se discutiu como começou a resolvê-los.

No meu caso não vou recolher os portifólios pois os meus formadores todos tem blogs.
Caso algum não apresente blog no dia do seminário eu exigirei que me envie o portifólio.

Acredito que essas devem ser a orientações que podem nortear o planejamento das oficinas de avaliação.

Um abraço
Rosa Maria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seu comentário abaixo: